Tombamento do Terreiro Mokambo é publicado no Diário Oficial!

A titular da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Fabya Reis, destacou a importância do tombamento do terreiro Mokambo pelo Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac). O espaço, que leva o nome sagrado “Onzo Nguzo za Nkisi Ndandalunda ye Tempo” está localizado no bairro Trobogy, em Salvador, sendo reconhecido como “bem de valor cultural do Estado da Bahia” através de decreto publicado no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (6).

“Trata-se de uma grande conquista para os povos de candomblé, especialmente aqueles da tradição angola. Assim, o Estado reconhece o trabalho e os legados desta comunidade religiosa na preservação da cultura de matriz africana”, destacou a secretária Fabya Reis, ressaltando a simbologia desta medida para o conjunto das ações da Década Internacional Afrodescendente na Bahia. Liderado pelo táta de inquice Anselmo Santos, mais conhecido como Taata Anselmo, o templo é dedicado aos inquices Dandalunda e Tempo, também cultuando o caboclo Pena Dourada.

Trajetória – O terreiro Mokambo fui fundado no ano 1996 e desenvolve, dentre outras atividades, a divulgação e preservação da tradição angola-congo. Também trabalha com a valorização das folhas sagradas e elementos da natureza como benefícios medicinais. No terreiro também funciona o Memorial Kisimbiê- Águas do Saber que conta a história de Jubiabá (Manuel Severiano de Abreu) e do sacerdote João da Gomeia (João Alves Torres Filho). Também há referências a Mãe Mirinha do Portão (Altanira Maria Conceição Souza). O tata Anselmo herdou a trajetória destas lideranças, com as quais vivenciou sua formação religiosa.
Fonte:Tombamento do terreiro Mokambo é publicado no Diário Oficial – Ssepromi

Comentários

Sem comentários.

Comente