O Terreiro

O Terreiro Mokambo foi fundado em 18 de janeiro de 1996, na Rua Heide Carneiro nº 89, no Loteamento Vila Dois de Julho/Paralela, pelo titular do Terreiro o Taata Anselmo Santos, sob a orientação do seu Taata Kamukengue, o Taata Pokó Gervásio da Silva (Pai Zequinha) filho de Oxum confirmado para Nanã e que passou sua vida servindo ao Nkisi Mutalombô de Altanira Maria Conceição Souza (Mãe Mirinha de Portão).

Este Loteamento faz parte de um desmembramento de terras oriundas de uma antiga fazenda chamada “FAZENDA MOKAMBO” e o caminho para se chegar ao Loteamento chama-se Rua do Mocambo Ilhado.

O nome MOKAMBO é oriundo da língua Kikoongo falada nos Candomblés de Angola/Congo remanescentes da cultura Bantu.

Quando o Candomblé foi instalado ali não se sabia, ainda, da possibilidade que existe desta área ter sido um Quilombo no passado, o que estamos pesquisando e em caso afirmativo solicitaremos a Certificação junto a Fundação Cultural Palmares.

O nome MOKAMBO significa palafita, casa de pau a pique ou cumeeira e as casas que compunham os antigos Quilombos eram chamadas de Mokambos numa forma mais próxima ao Português em Kikoongo “MUKAMBUS”.

O nome religioso do Terreiro é ‘ONZÓ NGUZO ZA NKISI DANDALUNDA YE TEMPO’ que significa Casa da Força Espiritual das Divindades Dandalunda e Tempo, isto por quê o titular do terreiro Taata Anselmo Santos (Minatojy) foi iniciado para estes Bakisi.

O Terreiro é remanescente do Terreiro São Jorge Filho da Goméia quando era dirigido pela saudosa Mameto dya Nkisi Altanira Maria Conceição Souza (Mãe Mirinha de Portão) que por sua vez era filha de João Alves Torres Filho (Joãozinho da Goméia) que era filho de Manuel Severiano de Abreu (Jubiabá). Desta forma fica definida a linhagem étnica de nossa Raiz religiosa, entretanto existem muitos pontos obscuros em nossa história devido a falta de subsídios para pesquisa e existem também muitas versões distorcidas de diversos fatos importantes para a manutenção de nossa tradição. Aquilo que segue descrito nestas páginas certamente é o mais próximo da verdade dos fatos que conseguimos chegar e que certamente terá num futuro próximo mais pesquisas.

Como todos nós sabemos, a Religião do Candomblé é comunitária por excelência e todas as atividades desenvolvidas num Terreiro são voltadas para melhorar a qualidade de vida e a auto estima de seus seguidores.

Com o aumento significativo da distância que separa as classes sociais, onde o pobre fica cada dia mais pobre e como os Terreiros de Candomblé em sua grande maioria são localizados nas periferias das cidades, podemos ver mais de perto a necessidade do nosso povo e aí entra a grandeza dos ensinamentos de nossa religião.

Uma das regras fundamentais para se viver em comunidade pregada pelo Candomblé é não esquecer jamais que o OUTRO não é seu inimigo ele é apenas diferente e como tal merece respeito para que se desenvolva uma relação respeitosa de ambas as partes,logo os Terreiros de Candomblé funcionam como um excelente ponto de apoio social para diferentes pessoas acometidas de necessidades diversas, pessoas de cores diversas, de segmentos religiosos diversos, de opções de vida sexual diversas e que encontram no Candomblé um porto seguro para suas angústias.

Não somos uma religião de conversão, antes de tudo aprendemos a amar o ser humano e a natureza como parte de nossa vida, logo para beneficiar alguém não é necessário que esta pessoa seja adepto do Candomblé, basta ter acesso as nossas casas.

Os seguidores do candomblé tem uma forma muito especial de saber que faze parte daquela Comunidade Religiosa. Sua identificação é espiritual, é mágica, não são algumas palavras ditas com mais frequência que poderá definir a religiosidade de um escolhido pelo Nkisi.

Para podermos atender a tanta gente que bate a nossa porta precisamos transcender a religiosidade e criar mecanismos de captação de recursos, desenvolvimentos de projetos e outras atividades que venham a contribuir para o crescimento de nossa comunidade.

Desta necessidade surge a ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE PENA DOURADA, entidade sem fins lucrativos que foi criada para representar o Terreiro Mokambo civilmente junto aos organismos governamentais e não governamentais, captando recursos para o crescimento social de nossa comunidade.